5 dicas de gestão financeira para escritórios de advocacia!

gestão financeira para escritórios de advocacia

 

Um dos quesitos fundamentais para a sustentabilidade e viabilidade de qualquer negócio é a gestão financeira. Por isso, manter um controle de gastos e receitas em seu escritório de advocacia é essencial para te auxiliar nas tomadas das decisões mais assertivas para o crescimento de seu empreendimentos, e cada decisão baseada em números financeiros precisos.

Não é suficiente você apenas contar com profissionais capacitados e comprometidos com os objetivos do seu negócio. Você também deve dar especial atenção àquilo que possibilita o crescimento de sua atividade jurídica e melhor posicionamento no mercado. Entretanto, é certo que o advogado tem dificuldades para lidar com o controle administrativo do escritório já que tal tarefa não é sua especialidade.

A seguir, você vai encontrar 5 dicas de gestão financeira para escritórios de advocacia. São sugestões de práticas eficientes que possibilita a você saber como anda a saúde financeira de seu negócio. Confira!

        1-Elabore um fundo de caixa

Trata-se de uma reserva financeira para que em situações de imprevistos seu escritório não passe por enormes dificuldades. Para elaborar este fundo de caixa, reserve um percentual de seus honorários e receitas que recebe. Evite dividir imediatamente os honorários entre os sócios, pois quando isto ocorre seu negócio jurídico fica sem economias e no mês seguinte eles tem que fazer aporte de capital a fim de cobrir gastos.

       2-Planeje o escritório de advocacia

A partir de uma análise do fluxo financeiro, do funcionamento como um todo e dos objetivos é que se dá o planejamento de um escritório de advocacia. Você deve realizar tudo isso para traçar estratégias mais eficientes e eficazes. Neste planejamento irá conter um plano de ações que deverão ser cumpridas para que seu empreendimento cresça de modo responsável.

De tempos em tempos este planejamento deve ser revisto com intuito de você identificar se ele está rendendo “bons frutos” ou se algo precisa ser reavaliado, aprimorado ou eliminado.

       3-Controle o fluxo de caixa

Como fazer o controle do fluxo de caixa? Bom. Este fluxo é um relatório gerencial que te mostra todas as movimentações do seu escritório de advocacia em determinado período de tempo. Para fazê-lo você deve:

  • Anotar todos os itens que acarretam gastos em seu escritório. Para isso é preciso saber de todas as despesas que envolvem desde as tarefas mais simples (limpeza, cafezinho, etc.) até àquelas consideradas atividades-fim (despesas inerentes à atuação jurídica).

Este controle de fluxo de caixa para escritórios de advocacia permite que você descubra períodos em que seu empreendimento gera mais receitas ou mais gastos. Todas as demais informações obtidas com este controle te ajudam a:

  • Cortar gastos secundários e supérfluos.
  • Definir metas e objetivos financeiros.
  • Auxilia também no desenvolvimento de um planejamento estratégico para escritórios de advocacia.
  • Analisar qual área precisa de menos ou mais investimento.
  • Utilizar o capital disponível de maneira mais racional.

      4-Estabeleça o pró-labore

Outra dica eficiente de gestão financeira para escritórios de advocacia é adotar o uso de pró-labore para que não ocorra a retirada de recurso financeiro que foi investimento em situações de necessidade. Ao estabelecer o pró-labore faça de forma que mantenha o equilíbrio financeiro de seu negócio sem que prejudique compromissos assumidos com as despesas correntes e os possíveis investimentos. Converse com seu contador a respeito, e planeje a melhor forma de suas retiradas mensais.

      5-Analise suas finanças constantemente

Escolha um dia a cada semana, quinzena ou mês para emitir e analisar os relatórios de gastos e receitas, fluxo de caixa, recebimentos e demais observações de seu escritório. Esta é mais uma excelente maneira de como fazer gestão financeira em escritórios de advocacia.

Existem alguns softwares jurídicos que podem te auxiliar nesta tarefa. Alguns deles possuem módulos financeiros que geram relatórios de melhores clientes, de clientes inadimplentes, de fluxo de caixa, de contas a pagar e outros.

Portanto, com essas 5 dicas de gestão financeira para escritórios de advocacia já é possível que você inicie o processo para melhorar a saúde financeira de seu negócio.

Gostou? Deixe seu comentário!

Sucesso!

Comentários Facebook

Leave A Response

* Denotes Required Field